sexta-feira, 11 de maio de 2018

NÃO SUSTENTE PARASITAS

Nas eleições gerais ou nas eleições de chapa sindical
NÃO VOTE ou VOTE NULO!


Exploração de verdade.

 Chegamos ao ponto de que o básico, um simples acidente de trabalho precisa ser denunciado para que seja registrado e assim os direitos garantidos.
A rede de fast food que explora em todo o mundo encontrou uma barreira - a nossa defesa e ataque ao sindicato oficial.

É uma vitória parcial simples, seguimos em pé!

SINDIVÁRIOS ARAXÁ COB/AIT

BONDE1906*

quarta-feira, 2 de maio de 2018

1¤ de Maio -passado e presente da classe trabalhadora.

  Organizar é preciso!
 Essa é nossa opinião e ação em defesa dos nossos direitos, a classe trabalhadora precisa encontrar no anarcossindicalismo a defesa necessária.
  Este 1¤ de Maio discutimos o presente e o passado de lutas, enfrentando corte em direitos e precarização, o desemprego só aumenta e os sindicatos oficiais nada fazem.

Nossa recomendação é: organize-se e lute, organize núcleos e sindicatos de artes e oficios vários, vamos estreitar laços de solidariedade, vamos  ser alternativa real na luta.
 O anarcossindicalismo é o meio de luta tradicional da classe trabalhadora, para toda classe trabalhadora explorada e oprimida.

 Recordamos os Mártires de Chicago e as lutas do passado, toda injustiça praticada contra os anarquistas de Chicago e o nosso dever de preservar a memória anarquista e sindical.
Reunir experiências do passado, organizar no presente e não perder o tempo para o futuro da luta. Divulgar, propagar, somar para avançar.
 É preciso mais, o passado não volta, o futuro nos espera e só a luta organizada pode enfrentar os poderes.
 
  Repudiamos os sindicatos pelegos e suas festas no dia do trabalhador, um bando de políticos e profissionais sindicais que vivem da nossa pobreza e desorganização.
 Em razão do feriado prolongado e das festas pelegas decidimos nos reunir internamente, não promover ato e nos dedicar aos conflitos do momento.
-rede de fast food que não registrou acidente de trabalho.
-denúncia aos sindicatos oficiais e toda omissão.
-vera cruz e a exploração da população.


Viva o 1¤ de Maio
Viva a organização anarcossindical da classe trabalhadora.


Sindivários Araxá
COB/AIT 1906



sexta-feira, 20 de abril de 2018

1¤ de Maio 2018

 O Primeiro de Maio representa a luta da classe trabalhadora, um dia de luto e luta em memória aos anarquistas condenados à morte por lutarem pela redução da jornada laboral.
 Os mártires de Chicago, as lutas do passado e do presente serão tema da "conversa e debate" em nossa sala, lembrar as lutas do passado e organizar as lutas do presente.

Enfrentamos um quadro de repressão e precarização, tratar das lutas que enfrentamos é uma necessidade básica e urgente.

Sindivários Araxá COB/AIT
Primeiro de Maio, lutas do passado e do presente.
Rua:xx-F-S.Drummond-Setor Norte-Araxá-MG.


terça-feira, 27 de março de 2018

A resistência à exploração é uma necessidade básica.

 Apoiar as lutas cotidianas em locais de trabalho, organizar essas lutas para conquistar bem-estar e liberdade. Organizar o movimento de desempregados piqueteiros, enfrentar a exploração.
 Um primeiro passo é exigir melhorias imediatas no SINE Araxá, fica cada dia mais evidente que vagas de trabalho se tornaram um negócio lucrativo para agências de emprego. Essas agências que compram um direito nosso para depois cobrarem por uma vaga, total repúdio aos negociadores de direitos, pela ação direta e pela construção de um movimento piqueteiro. Não pagaremos por nossos direitos garantidos, empresários que lucram com a exploração e os dramas que tem vivido o povo. Organizar para lutar e resistir.
Contra o desemprego.
Por melhorias imediatas no SINE Araxá.
Contra as agências de emprego.
Sindivários Araxá.

COB/AIT

quinta-feira, 8 de março de 2018

Construção civil pede socorro!

 É alarmante o número de trabalhadores da construção civil desempregados, algumas poucas frentes de trabalho são abertas porém com poucas contratações, nada comparado ao período anterior às reformas, sem nenhuma garantia e sempre em busca de trabalho. As companhias mineiradoras terceirizam os trabalhos nessa area, logo a demissão se torna muito mais fácil. É desesperadora a situação de milhares de companheiros em Araxá, fomos todos descartados assim que chegou a contenção de gastos dos capitalistas. Nós sofremos as piores consequências e nós devemos lutar, por garantias e abertura de frentes de trabalho para todos, contra as terceirizações e pela autogestão sindical.

Queremos trabalhar, não somos descartáveis!

Sindivários Araxá

FOM/COB/AIT

Dia Internacional das Mulheres

 Todo nosso apoio as greves feministas.

Feliz dia de luta para todas as companheiras.